foto Fachada MBoiMirim

História

Inaugurado no dia 08 de abril de 2008, o Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch – M’Boi Mirim é referência no atendimento hospitalar para mais de meio milhão de pessoas, fortalecendo a rede básica de saúde da região do M’Boi Mirim (zona sul) composta pelos bairros do Jardim Ângela, Jardim São Luiz e arredores.

Com instalações modernas e equipamentos de última geração, o Hospital foi projetado de forma a facilitar a movimentação de cadeirantes e pessoas com outros tipos de deficiências. O Hospital conta, inclusive, com um heliponto, que facilita o transporte de vítimas de acidentes socorridos pelos bombeiros e pela polícia.

O Hospital dispõe de Pronto-Socorro, Unidade de Terapia Intensiva e Centro Cirúrgico com capacidade para realizar cerca de 15 mil atendimentos de urgências, emergências à adultos e crianças, além de contar com Laboratório Clínico e Exames de Imagem, que garantem atendimento à população da Zona Sul da Cidade para realizar os procedimentos nas especialidades de Clínica Médico-Cirúrgica, Cirurgia Geral, Pediatria, Traumatologia, Maternidade, Obstetrícia e Psiquiatria.

Nosso hospital ganhou o nome Dr. Moysés Deutsch em homenagem ao médico nascido em Israel, que chegou ao Brasil aos 11 anos de idade, formou-se e percorreu os bairros de São Paulo atendendo gratuitamente a população carente. Dr. Moysés Deutsch faleceu em 11 de novembro de 2007 e também foi homenageado no filme “O ano em que meus pais saíram de férias”.

Missão

Acolher a população do M’Boi Mirim, prestando assistência humanizada e eficiente, em conformidade com os princípios do SUS, e contribuir para o aprimoramento do sistema de saúde.

Visão

Ser reconhecido como o melhor hospital público de São Paulo, pelo setor de saúde, pela população da nossa área de atuação e por todos que trabalham nessa casa.

Valores

Respeito, Honestidade, Competência, Justiça, Diligência e Qualidade.

Quem foi o médico Moysés Deutsch

Nascido em 19 de dezembro de 1913, na cidade de Safad – Israel, Moysés Deutsch chegou ao Brasil com onze anos de idade. Graduou-se em Medicina no início da década de 30, no Rio de Janeiro, foi médico adjunto na enfermaria do Professor Celestino Bourroul da Santa Casa de São Paulo e teve como grande amigo e tutor o Professor Oscar Monteiro de Barros.

Médico altruísta, desvinculado de interesses pessoais e econômicos, exerceu desde o início suas atividades profissionais como clínico geral no bairro do Bom Retiro, percorrendo praticamente todos os bairros de São Paulo para visitar seus pacientes, sendo querido e respeitado por todas as comunidades independentemente de seu credo e origem, até completar 89 anos de idade.

Considerado pelos pacientes e por seus pares como médico de diagnóstico imbatível, atendeu milhares de pessoas de todos os níveis socioeconômicos, priorizando os menos favorecidos e sempre com uma boa palavra àqueles que o procuravam como conselheiro. Apesar de ser membro ativo e fundador de diversas entidades beneficentes, trabalhou reservadamente e com atitudes conciliadoras, recusando cargos e honrarias até o final de seus dias.

Desde o início de sua atividade profissional na área médica nunca tirou férias, pois, durante anos, seus pacientes menos favorecidos ficariam “desamparados”. Foi esposo, pai, avô e médico exemplar que viveu para a família e para seus pacientes. Em 2006, foi espontaneamente homenageado no filme “O ano em que meus pais saíram de férias”, do diretor Cao Hamburguer.

Dr. Moysés Deutsch faleceu em 11 de novembro de 2007, ano em que completaria 67 anos de casado com sua eterna e querida esposa, Dona Branca que sempre esteve ao seu lado e serviu de esteio para a sua nobre missão.

Modelo de Gestão

Situado na Zona Sul de São Paulo, o Hospital Municipal M´Boi Mirim – Dr. Moysés Deutsch foi idealizado e construído pela Prefeitura Municipal de São Paulo, sua mantenedora, com atendimento exclusivo à rede do SUS – Sistema Único de Saúde. Sua gestão é de responsabilidade da Organização Social de Saúde CEJAM (Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim) em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, juntos compõem o Comitê Técnico Gestor que estabelece diretrizes para a condução do hospital.

Neste modelo de gestão, há intensa preocupação com qualidade, gestão financeira e compartilhamento de melhores práticas assistenciais.

Humanização e Meio Ambiente

O projeto arquitetônico do Hospital buscou contemplar o conceito de atendimento humanizado e preocupação com a preservação do meio ambiente. Por isso, a área externa é pavimentada com peças intertravadas (pequenos blocos de concreto fixados entre camadas de pedrisco e areia), material que também foi utilizado nas calçadas externas e que permite a permeabilidade da água da chuva no solo.

A frente do Hospital foi revestida com brises (peças de concreto que formam quadrados de diferentes dimensões), responsáveis pela climatização interna.

Todos os andares têm amplas janelas nos quartos que contribuem para a entrada da iluminação natural na maior parte do dia. Janelas arredondadas nas extremidades também ajudam a iluminar naturalmente os corredores do Hospital.

Intermediando os blocos de cada pavimento, foram implantados jardins de inverno, protegidos por vidraças para impedir o contato com o ambiente hospitalar, preservando assim a segurança dos pacientes. Também foram plantadas nas áreas externas árvores de diferentes espécies nativas da mata da região, como quaresmeiras, miridibas, jacarandás caroba, cássia aleluia, pau-brasil, paineiras, ipês branco e amarelo do brejo, jequitibás, entre outras plantas.

Outro diferencial do Hospital M’Boi Mirim é a economia de energia. Numa área de 171 m², estão instaladas 100 placas para captação de energia solar, que produzem 127,8 quilowatts/mês. Energia essa que aquece parcialmente as caldeiras, compostas por três reservatórios, cada um com capacidade para 3.500 litros.

Estrutura do Hospital

O Hospital M´Boi Mirim em sua estrutura, possui área total construída de 27 mil m² distribuídos em cinco pavimentos e 240 leitos.

Os leitos estão distribuídos em: 20 Leitos de UTI Adulto, 10 Leitos de UTI Pediátrica, 10 Leitos de UTI Neonatal, 22 Leitos de UCIN, 30 Leitos de Pediatria, 48 Leitos de Ginecologia e Obstetrícia, 10 Leitos de Psiquiatria, 44 Leitos de Clinica Médica e 46 Leitos de Clinica Cirúrgica e Ortopédica.

O Hospital conta com 2.116 colaboradores diretos (Maio/2020), com 901 moradores da região do M’Boi Mirim, representando 42,58% do quadro de colaboradores.

O hospital é um importante empregador da região, gerando oportunidades de desenvolvimento e crescimento profissional.